Vamos falar de “Festa no Salão” e meleca no nariz, é preciso!

por | 22/06/2017 | Sem comentários

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Eu tinha um primo que vivia comendo meleca do nariz. Tá, é comum, e todo mundo sabe que existe uma fase em que a criança tem mesmo essa mania, mas era impressionante a quantidade de vezes que eu via meu primo comendo caquinha! Na escola, na hora do recreio, no banho, na piscina, em qualquer lugar ele vivia botando o dedo no buraco do nariz.

Com meu filho não tem sido muito diferente. E, mais ainda, na prática descobri que não só a catota, mas pum, xixi e também o cocô, são assuntos que despertam a curiosidade das crianças. Nas letras de música e nas histórias que inventam com os amigos, eles sempre dão um jeito de colocar alguma porquice no meio. E morrem de rir com isso.

Comer caquinha é inofensivo, claro, e há pesquisadores que garantem que até faz bem. Melhora a tal da imunidade, dizem. Mas não há mãe que não se sinta desconfortável quando vê seu filho limpando o salão no meio da apresentação de dia das mães na escola. A gente briga, explica, faz ameaças assustadoras envolvendo bactérias, e lá estão eles, de novo, tirando catota do nariz e comendo.

Pensando em mostrar de forma divertida como funciona nosso nariz, o escritor Sergio Biscaldi deu vida à Dani Caquinha, uma menina que tira meleca do nariz e come. O tempo todo, a todo momento, lá está ela com o dedo no nariz. Para contar essa história, Sergio lançou uma campanha no Catarse que vai financiar a impressão desse seu segundo livro, “Festa no salão”. É lúdico, engraçado, gera identificação e a criança aprende sobre o funcionamento desta região do corpo humano.

Para quem nunca ouviu falar em financiamento coletivo, conto como é. Funciona como uma vaquinha coletiva e ao mesmo tempo uma pré-venda da obra. Isso significa que o livro já está escrito, ilustrado e diagramado. Falta a impressão. E, para publicar sem uma editora, o autor precisa do apoio de pessoas que gostam de ler com as crianças e se interessem não só pela história, mas também pela valorização do trabalho de escritores independentes.

Existem muitos livros infantis de excelente qualidade sendo viabilizados a partir dessa ferramenta, escritos por autores que nem sempre tem a oportunidade de publicar e que são apaixonados por literatura infantil. O trabalho do Sergio, por exemplo, começa no papel, mas também continua nas escolas e nas feiras em que visita, conduzindo conversas curiosas sobre a vida de um escritor e propondo oficinas para as crianças inventarem suas próprias histórias.

Nessas atividades a criança experimenta um caminho para que comecem a escrever ou desenhar seus próprios livros, descobrindo que são capazes de imaginar e criar. Fico pensando no impacto de atividades assim no desenvolvimento cultural, emocional, sensorial e, claro, na educação das crianças.

Para saber mais sobre a campanha de financiamento coletivo que vai permitir a impressão do livro, e também a continuidade do trabalho do autor nas escolas para estimular pequenos leitores/escritores, acesse: www.catarse.me/festanosalao

Serviço

Livro “Festa no salão”, de Sergio Biscaldi, ilustrado por Renan de Oliveira

Publicação independente

28 páginas, 26 x 17 cm

Pré-venda exclusiva: www.catarse.me/festanosalao, a partir de R$ 15,00

Contato com o autor

(19) 99159-0867 ou [email protected]

Adendo por Pamela Greco:

Como uma amante dos livros, lembro-me bem de Rubem Alves que dizia que era preciso ensinar as crianças a brincarem com os livros, como brincam com outros brinquedos. Ao meu ver, a proposta desse livro propõe um novo caminho, pra além do que o primeiro olhar sugere. Leva-nos pra um caminho no qual olhamos, sem tabu, esses assuntos ditos delicados e os coloca no nível de entendimento das crianças. Coisa gostosa que é brincar com as palavras! Coisa gostosa que é deixar que encontrem na linguagem a forma de entender-se e explorar o mundo.

Cris Ferrari

Cris Ferrari é uma eterna buscadora, e trabalha construindo uma rede de transformação coletiva focada na mulher e no seu trabalho, a Ciranda de Saia.

Receba as novidades do Pais que Educam em seu email

Fique por dentro de tudo que acontece aqui no blog.


* Campo obrigatório

Ainda não há comentários. Que tal escrever um?

Deixe uma mensagem

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×